“Acampamento Franciscando" em destaque no Programa Pequenas Empresas, Grandes Negócios – 2002 pela TV Globo
Que tal participar de um acampamento onde há tempo para brincar, aprender a lidar com artesanato de bambu, tear, pintura, origami, plantar uma horta, praticar arborismo e tudo isso pertinho da natureza?!

Com mais de 30 anos de experiência, o Acampamento Franciscando, sob a coordenação geral de Edson Hiroshi Seó e administração de Sathie Seó, trabalha com crianças de 05 a 17 anos e é reconhecido no meio da educação ambiental pela excelência de seu conteúdo, onde o leque de atividades vai desde confeccionar um tijolo de adobe até a produção de emocionantes peças teatrais.

Nossa proposta é desenvolver o pano de fundo para a criação de um paralelo entre a vida humana e os ritmos e ciclos da Natureza, onde as atividades, jogos e brincadeiras propostas têm o intuito de ir além do meramente recreativo, auxiliando numa autodescoberta divertida.

Através das oficinas de teatro, música, jogos cooperativos, entre outras, os acampantes se descobrem através da interação com os membros do grupo, encontrando sua própria parte no contexto como um todo, ao mesmo tempo em que apreciam as pessoas e se conscientizam de como elas agem, descobrindo também muita coisa acerca de criatividade e espontaneidade.

Diferenciais do acampamento

Atenção especial com uma alimentação saudável, onde os acampantes aprendem a fazer o composto com os restos orgânicos, plantar as verduras preferidas, preparar uma salada colorida, preparar vinagre de frutas e descobrir seu prazer palativo.

Oficinas dirigidas para a saúde do corpo, da mente e do espírito, como : iniciação à yoga , a elegante manipulação do bastão do kendô, e o silêncio produtivo da meditação.

Atividades que auxiliam a percepção dos 5 sentidos, concentração e muito cooperativismo. O jogo de xadrez e sua correlação não linear com as pessoas no dia-a-dia. Leitura dinâmica e técnicas de memorização.

Alimentação: natural, com carne branca, arroz branco e integral, saladas coloridas, sucos, bolos e doces não industrializados; são 4 refeições diárias, além de um lanche antes de dormir.

Além do estímulo lúdico ao uso dos chás medicinais.
Cooperação, aceitação, confiança, respeito e consciência são atributos que permeiam constantemente as atividades e a convivência entre os acampantes e equipe, possibilitando a formação de pessoas mais abertas, livres e felizes.

Próxima turma confirmada!

Depoimentos

  • Como em todas as vezes e nessa também fico encantada com o jeito que o Daniel volta do acampamento, mais maduro, mais consciente, mais ligado na natureza, trazendo músicas novas que fazem bem ao coração, contando experiências pessoais em conversas com o Hiroshi, na meditação, no Reiki com a Vera e dessa vez com uma nova tecnica "Watsu" (desculpe não sei como escreve) mas ele disse que é um relaxamento na água. No domingo eu não estava passando bem e ele disse: Mãe liga pra Sathie pega o telefone do Fernando e vai fazer "Watsu" você vai melhorar tenho certeza.
    Somos bem gratos a todos e desejamos que vocês tenham muita saúde física e mental pra que esse acampamento tenha mais muitos e muitos anos de vida. Pra mim vocês estão em missão especial na construção de um mundo melhor, plantando amor e veneração ao Plano Superior, à Natureza, ao Ser Humano no coração desses jovens.
    Que Deus abençoe todos vocês com Luz, Paz e Amor.
    Mariangela
  • Eu e Luciana, como pais e Pedro e Caio, como “acampandos”, fomos marinheiros de primeira viagem do Franciscando neste verão e o que podemos dizer é que foi uma experiência marcante.
    As crianças voltaram contando muitas histórias, cantando as músicas que lá aprenderam, elogiando a comida que lá comeram, falando das meditações que lá fizeram, do prazer de acordar cedo e voltar para a cama para aguardar o Hiroshi acordá-los com a música, voltaram marcados pela experiência e com vontade de repeti-la.
    Realmente o trabalho de vocês ( de toda a equipe) não é em vão. Enquanto pais nos é muito reconfortante sabermos que existem pessoas e espaços que podem proporcionar experiências tão positivamente marcantes para nossos filhos; experiências estas que podemos perceber tocam a alma de nossos queridos filhos.
    Da nossa parte, o sentimento é de alegria e de gratidão.
    Que Deus os abençoe e que permita que vocês continuem fazendo este maravilhoso trabalho, sempre conectado com o superior, com aquilo que vem do alto.
    Abraços e até a próxima temporada.
    Waldyr e Luciana
  • Como mãe (da Alice Morita), sou grata pelo carinho, alegria, responsabilidade e zelo deste período que minha filha passou com vocês; como pessoa, sou grata por compartilharmos uma visão de ser humano que permite que cuidemos crianças, vendo nelas as preciosas sementes que são, vivendo seu período mais fértil e marcante. Envio a vocês um texto que transmite a visão de educação que compartilhamos. Espero que possa contribuir. Beijos
    Suzana
  • Eu que tenho que agradecer por terem proporcionado aos meus filhos Marina e Leonardo dias tão maravilhosos, que tenho certeza ficarão guardados em suas memórias pelo resto da vida.
    O engraçado é que em tão pouco tempo senti a diferença que fêz nos meus filhos, a mudança de conceito, passaram a dar valor a coisas que antigamente nem comentavam.
    A alimentação de excelente qualidade e muito elogiada por eles, e o mais importante, a excelência no atendimento e na contratação de profissionais capacitados para lidar com seres humanos tão diferentes e de culturas diferentes.
    Parabéns a todos e especialmente ao Hiroshi, que conseguiu tocar nos corações deles e deixar uma marca especial.
    Beijos,
    Marílis Vargas e João Vargas
  • Adoramos essa semana totalmente diferente do acantonamento !
    Foi uma experiência muito boa, para nós, pais de primeira viagem, como inesquecível para nossos filhos.
    Eles simplesmente adoraram ! Cantam as músicas, lembram de " conversas " com temas diversos, saudação ao sol, dos novos amigos, paisagens, brincadeiras ...
    Já se passou uma semana ( o que para eles é uma eternidade ) e ainda estão " ligados " nos últimos acontecimentos, sempre contam algo novo que aconteceu.
    Realmente foi uma grande surpresa : sem Internet, TV, celular ??? como sobreviveriam ??? Não só sobreviveram, como estão contando o tempo, fazendo planos para o próximo.
    Agradecemos toda acolhida aos nossos filhos, que puderam ter uma experiência única de convivência com pessoas tão bacanas, que os cativaram tanto!
    De nossa parte, desde o primeiro contato até a despedida, fomos muito bem atendidos e " amparados ".
    Que toda luz que vocês transmitem continue brilhando com toda essa intensidade !
    Beijos e até breve,
    Johnny e Mirian
  • Depois de tantos anos, consegui que meu filho ( Raphael ) e dois netos ( Giancarlo e Pietro ) fossem passar uns dias no Franciscando. De quebra, para compensar, até minha sobrinha Laura. Esta, gostou tanto que ficou duas semanas. Os outros, ainda um pouco iludidos com a cidade, quiseram voltar. Mas, depois, viram que fizeram besteira e que deveriam ter ficado uma semana mais.
    Os filhos deveriam ser criados assim. Pelos pais, pelos avós, pelos tios e por outros seres humanos que têm o coração transbordando e alma cheia de valores, emoções, histórias, experiências e carinho pelos seus semelhantes. Não deveriam ficar no reduto de lares fechados. A experiência de viver entre humanos de bom coração é pura vida.
    Eles adoraram e vão voltar ! Ainda falam sobre as histórias, a meditação, a saudação ao sol, batem na cabeça e no peito, fazem massagens, contam sobre o lago, os medicamentos naturais, as músicas ...
    Eu , no coração e na alma, estou em alegria por ter insistido e conseguido propiciar estes dias para eles, com vocês.
    Marílvia
  • Quero expressar um pouco da imensa gratidão que tenho pela existência do "Acampamento Franciscando".
    Meu coração se alegra quando penso que posso mandar meus filhos para um acampamento tão especial, onde a "Natureza", o respeito por ela e pelo ser Humano, são os pontos de partida do lindo trabalho que é realizado ai.
    Meu coração se alegra mais ainda quando eles voltam contando com muito entusiasmo tudo que puderam vivenciar ai, inclusive as broncas que recebem com muito carinho e respeito por eles. Quando o Vitor conta sobre as "palestras" com o Marcão, temas bons e bem pertinentes para os dias de hoje, posso sentir como entrou dentro dele. Quando na hora de dormir começam a contar coisas que ouviram na "Meditação". Quando sinto e vejo como eles voltam alegres e saudáveis. Quando o Daniel, no dia seguinte de sua chegada, depois de ter ficado duas temporadas, me pergunta: "Mãe, quantos dias faltam para eu ir pro acampamento do Tio Hiroshi de novo?". Sinto muita alegria e gratidão por vocês fazerem parte da nossa vida.
    Meu desejo é que "Deus" possa cobrir todos vocês com bênçãos, com saúde, paz, felicidades e o desejo de sempre poder continuar fazendo parte da vida deles.
    Sou muito grata por tudo que vocês e a equipe de monitoria proporcionam para meus filhos e os outros acampantes.
    Um grande abraço, com muito carinho
    Mariangela
  • O Franciscando é um acampamento que oferece aquilo que trazemos de mais rico: a oportunidade de conhecer quem somos. Permite definir o quanto somos capazes para concluir qualquer projeto que desejemos, já que se ouve, desde pequenos, que a tão almejada força transformadora está dentro de nós. Isso é transmitido para as crianças de uma maneira que lhes é muito fácil de assimilar, já que elas estão mais perto da natureza crua do que quando envelhecemos e adquirimos os vícios que um ritmo desenfreado nos impõe.
    Semelhante à necessidade que um peregrino tem em encontrar um guia espiritual, encontramos respostas naquilo que está a seu lado; adquire-se, dessa forma, um caráter carregado do respeito mantido entre os animais, cooperativismo e estímulo das formigas e abelhas e com a certeza do Sol estar sempre lá, esteja o céu aberto ou com nuvens. Com a segurança de poder confiar a um semelhante suas perturbações mais profundas, sabendo que todos somos humanos e temos nossas limitações se trabalharmos sozinhos.
    Meus pais nunca discordaram de minhas razões para ir a cada temporada. Viam a recompensa no investimento que faziam em mim. Era diferente de se livrar da filha para que tivessem um pouco de descanso; não era como em outro acampamento em que os filhos voltam acabados física e mentalmente: retornava cansada, sim, mas com um sorriso de orelha a orelha, com uma serenidade que mudava o ritmo da casa por tempos. Voltava com a alma amadurecida.
    Optava por ir ao Francis sem ter minha “panelinha” de amigos. A cada temporada, conhecia novas pessoas e podia, com essa liberdade de não se prender a apenas um grupo, explorar características diferentes de cada pessoa. E quanto mais conhecia dos outros, mais me descobria. Comparado a outros ambientes, não há hostilidade para o relacionamento humano. Basta estar interessado e disposto a interagir.
    Ouço dizerem, ‘mas você está muito velha para um acampamento de férias!’. Considero o Francis como um agente modificador no percurso de minha vida. Como seu atrativo para mim são as relações humanas, e essas não ficam fora de moda nunca, continuo alimentando minha caminhada com suas temporadas, antes como acampante, agora como equipe de apoio. Não existe velhice para aquele cuja mente não se torna senil.
    Naíma Mortari

Depoimentos


Olá Sathie,
Mariangela

Como em todas as vezes e nessa também fico encantada com o jeito que o Daniel volta do acampamento, mais maduro, mais consciente, mais ligado na natureza, trazendo músicas novas que fazem bem ao coração, contando experiências pessoais em conversas com o Hiroshi, na meditação, no Reiki com a Vera e dessa vez com uma nova tecnica "Watsu" (desculpe não sei como escreve) mas ele disse que é um relaxamento na água. No domingo eu não estava passando bem e ele disse: Mãe liga pra Sathie pega o telefone do Fernando e vai fazer "Watsu" você vai melhorar tenho certeza.
Somos bem gratos a todos e desejamos que vocês tenham muita saúde física e mental pra que esse acampamento tenha mais muitos e muitos anos de vida. Pra mim vocês estão em missão especial na construção de um mundo melhor, plantando amor e veneração ao Plano Superior, à Natureza, ao Ser Humano no coração desses jovens.
Que Deus abençoe todos vocês com Luz, Paz e Amor.

Hiroshi e Sathie,
Waldyr e Luciana

Eu e Luciana, como pais e Pedro e Caio, como “acampandos”, fomos marinheiros de primeira viagem do Franciscando neste verão e o que podemos dizer é que foi uma experiência marcante.
As crianças voltaram contando muitas histórias, cantando as músicas que lá aprenderam, elogiando a comida que lá comeram, falando das meditações que lá fizeram, do prazer de acordar cedo e voltar para a cama para aguardar o Hiroshi acordá-los com a música, voltaram marcados pela experiência e com vontade de repeti-la.
Realmente o trabalho de vocês ( de toda a equipe) não é em vão. Enquanto pais nos é muito reconfortante sabermos que existem pessoas e espaços que podem proporcionar experiências tão positivamente marcantes para nossos filhos; experiências estas que podemos perceber tocam a alma de nossos queridos filhos.
Da nossa parte, o sentimento é de alegria e de gratidão.
Que Deus os abençoe e que permita que vocês continuem fazendo este maravilhoso trabalho, sempre conectado com o superior, com aquilo que vem do alto.
Abraços e até a próxima temporada.

Queridos Sathie, Hiroshi, equipe do Franciscando,
Suzana

Como mãe (da Alice Morita), sou grata pelo carinho, alegria, responsabilidade e zelo deste período que minha filha passou com vocês; como pessoa, sou grata por compartilharmos uma visão de ser humano que permite que cuidemos crianças, vendo nelas as preciosas sementes que são, vivendo seu período mais fértil e marcante.

Envio a vocês um texto que transmite a visão de educação que compartilhamos. Espero que possa contribuir.

Beijos

Sobre o Francis
Naíma Mortari

O Franciscando é um acampamento que oferece aquilo que trazemos de mais rico: a oportunidade de conhecer quem somos. Permite definir o quanto somos capazes para concluir qualquer projeto que desejemos, já que se ouve, desde pequenos, que a tão almejada força transformadora está dentro de nós. Isso é transmitido para as crianças de uma maneira que lhes é muito fácil de assimilar, já que elas estão mais perto da natureza crua do que quando envelhecemos e adquirimos os vícios que um ritmo desenfreado nos impõe.

Semelhante à necessidade que um peregrino tem em encontrar um guia espiritual, encontramos respostas naquilo que está a seu lado; adquire-se, dessa forma, um caráter carregado do respeito mantido entre os animais, cooperativismo e estímulo das formigas e abelhas e com a certeza do Sol estar sempre lá, esteja o céu aberto ou com nuvens. Com a segurança de poder confiar a um semelhante suas perturbações mais profundas, sabendo que todos somos humanos e temos nossas limitações se trabalharmos sozinhos.

Meus pais nunca discordaram de minhas razões para ir a cada temporada. Viam a recompensa no investimento que faziam em mim. Era diferente de se livrar da filha para que tivessem um pouco de descanso; não era como em outro acampamento em que os filhos voltam acabados física e mentalmente: retornava cansada, sim, mas com um sorriso de orelha a orelha, com uma serenidade que mudava o ritmo da casa por tempos. Voltava com a alma amadurecida.

Optava por ir ao Francis sem ter minha “panelinha” de amigos. A cada temporada, conhecia novas pessoas e podia, com essa liberdade de não se prender a apenas um grupo, explorar características diferentes de cada pessoa. E quanto mais conhecia dos outros, mais me descobria. Comparado a outros ambientes, não há hostilidade para o relacionamento humano. Basta estar interessado e disposto a interagir.

Ouço dizerem, ‘mas você está muito velha para um acampamento de férias!’. Considero o Francis como um agente modificador no percurso de minha vida. Como seu atrativo para mim são as relações humanas, e essas não ficam fora de moda nunca, continuo alimentando minha caminhada com suas temporadas, antes como acampante, agora como equipe de apoio. Não existe velhice para aquele cuja mente não se torna senil.

Bom dia a todos,
Marílis Vargas e João Vargas

Eu que tenho que agradecer por terem proporcionado aos meus filhos Marina e Leonardo dias tão maravilhosos, que tenho certeza ficarão guardados em suas memórias pelo resto da vida.

O engraçado é que em tão pouco tempo senti a diferença que fêz nos meus filhos, a mudança de conceito, passaram a dar valor a coisas que antigamente nem comentavam.

A alimentação de excelente qualidade e muito elogiada por eles, e o mais importante, a excelência no atendimento e na contratação de profissionais capacitados para lidar com seres humanos tão diferentes e de culturas diferentes.

Parabéns a todos e especialmente ao Hiroshi, que conseguiu tocar nos corações deles e deixar uma marca especial.

Beijos,

Oi, Equipe do Franciscando,
Johnny e Mirian

Adoramos essa semana totalmente diferente do acantonamento !

Foi uma experiência muito boa, para nós, pais de primeira viagem, como inesquecível para nossos filhos.

Eles simplesmente adoraram ! Cantam as músicas, lembram de " conversas " com temas diversos, saudação ao sol, dos novos amigos, paisagens, brincadeiras ...

Já se passou uma semana ( o que para eles é uma eternidade ) e ainda estão " ligados " nos últimos acontecimentos, sempre contam algo novo que aconteceu.

Realmente foi uma grande surpresa : sem Internet, TV, celular ??? como sobreviveriam ??? Não só sobreviveram, como estão contando o tempo, fazendo planos para o próximo.

Agradecemos toda acolhida aos nossos filhos, que puderam ter uma experiência única de convivência com pessoas tão bacanas, que os cativaram tanto!

De nossa parte, desde o primeiro contato até a despedida, fomos muito bem atendidos e " amparados ".

Que toda luz que vocês transmitem continue brilhando com toda essa intensidade !

Beijos e até breve,

Prezada Sathie e Hiroshi,
Marílvia

Depois de tantos anos, consegui que meu filho ( Raphael ) e dois netos ( Giancarlo e Pietro ) fossem passar uns dias no Franciscando. De quebra, para compensar, até minha sobrinha Laura. Esta, gostou tanto que ficou duas semanas. Os outros, ainda um pouco iludidos com a cidade, quiseram voltar. Mas, depois, viram que fizeram besteira e que deveriam ter ficado uma semana mais.

Os filhos deveriam ser criados assim. Pelos pais, pelos avós, pelos tios e por outros seres humanos que têm o coração transbordando e alma cheia de valores, emoções, histórias, experiências e carinho pelos seus semelhantes. Não deveriam ficar no reduto de lares fechados. A experiência de viver entre humanos de bom coração é pura vida.

Eles adoraram e vão voltar ! Ainda falam sobre as histórias, a meditação, a saudação ao sol, batem na cabeça e no peito, fazem massagens, contam sobre o lago, os medicamentos naturais, as músicas ...

Eu , no coração e na alma, estou em alegria por ter insistido e conseguido propiciar estes dias para eles, com vocês.

Queridos Sathie e Hiroshi,
Mariangela

Quero expressar um pouco da imensa gratidão que tenho pela existência do "Acampamento Franciscando".
Meu coração se alegra quando penso que posso mandar meus filhos para um acampamento tão especial, onde a "Natureza", o respeito por ela e pelo ser Humano, são os pontos de partida do lindo trabalho que é realizado ai.
Meu coração se alegra mais ainda quando eles voltam contando com muito entusiasmo tudo que puderam vivenciar ai, inclusive as broncas que recebem com muito carinho e respeito por eles.
Quando o Vitor conta sobre as "palestras" com o Marcão, temas bons e bem pertinentes para os dias de hoje, posso sentir como entrou dentro dele. Quando na hora de dormir começam a contar coisas que ouviram na "Meditação". Quando sinto e vejo como eles voltam alegres e saudáveis. Quando o Daniel, no dia seguinte de sua chegada, depois de ter ficado duas temporadas, me pergunta: "Mãe, quantos dias faltam para eu ir pro acampamento do Tio Hiroshi de novo?". Sinto muita alegria e gratidão por vocês fazerem parte da nossa vida.
Meu desejo é que "Deus" possa cobrir todos vocês com bênçãos, com saúde, paz, felicidades e o desejo de sempre poder continuar fazendo parte da vida deles.
Sou muito grata por tudo que vocês e a equipe de monitoria proporcionam para meus filhos e os outros acampantes.
Um grande abraço, com muito carinho.

Compartilhe esta galeria com um amigo!